FUNCAB - Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt

Voltar à página principal Redes Sociais Facebook Funcab Twitter Funcab Youtube Funcab


O Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC) foi elaborado pelo Ministério de Esportes do Governo Federal e tem como principais objetivos: democratizar o acesso às práticas esportivas e de lazer e universalizar o direito social ao esporte e ao lazer.

O programa visa suprir, a partir de suas ações, a carência de políticas públicas e sociais que atendam às crescentes necessidades e demandas da população por esporte recreativo e lazer, sobretudo em situações de vulnerabilidade social e econômica.

Sua gestão é referendada por princípios construídos historicamente através de experiências de administrações do campo democrático e popular como: descentralização administrativa, gestão participativa, controle social, transparência e ética social.

O programa parte da compreensão de que o papel ocupado pelo esporte e o lazer, no mundo contemporâneo, não pode ser outro senão o de emancipação e desenvolvimento humano.

Para que tais objetivos sejam impreterivelmente alcançados, é necessário dar às políticas públicas esportivas e de lazer as condições necessárias. O programa envolve oficinas de diversas modalidades como futsal, basquete, voleibol, dança, ginástica, entre outros, além de atividades como ruas de lazer.

E a cidade de Niterói foi escolhida, juntamente com mais nove municípios do Brasil, para ser piloto no Programa Esporte e Lazer na cidade.

A FUNCAB foi apontada por uma Emenda Parlamentar do deputado federal Marcelo Itagiba para atuar no Programa Esporte e Lazer na Cidade – PELC. Sendo assim, a Comunidade do Morro do Preventório, no bairro de Charitas (Niterói), foi eleita para se beneficiar de mais uma iniciativa do Ministério do Esporte, o que aconteceu no período de 31/12/2008 a 31/08/2010.

Os moradores daquela localidade experimentaram o maior crescimento demográfico, na cidade de Niterói, nos últimos tempos, atingindo a marca de 5.198 habitantes, um total de 1.498 habitações, numa área de 253.610 m2, segundo informações do Plano Estratégico Municipal da Secretaria de Urbanismo, para assentamentos informais urbanos de Niterói.

A implantação de um polo do PELC em Niterói foi um justo esforço para oferecer à população do Morro do Preventório uma nova dimensão de lazer, que alia esporte e cultura, proporcionando uma injeção de saúde para o corpo e para alma. Uma sucessão de ações combinadas para um público de todas as idades, que vão da prática esportiva a oficinas de artes, proporcionando experiências inéditas provocadas por agitadores culturais e esportistas.

O contingente atendido, durante os 14 meses de duração do programa, foi formado por 200 crianças, 200 jovens, 120 adultos e 80 idosos, num total de 600 pessoas, incluindo, neste universo, portadores de necessidades especiais.

O PELC vai muito além das respectivas regras das competições esportivas ou do utilitarismo das artes produzidas. Trata-se de um trabalho focado na perspectiva da compreensão das transformações operadas durante o processo das atividades. Enfim, abre o horizonte dos participantes para outras possibilidades de relação com a vida. Sem o imediatismo do prazer pelo prazer, mas do prazer para a construção de um mundo melhor, menos desigual, mais afetuoso e coletivo.

Entre as atividades do PELC, os participantes do Morro do Preventório tiveram aulas de artes plásticas (segundas, terças e quintas-feiras à tarde), práticas esportivas (terças e quintas de manhã), aulas práticas sobre como fazer bijuterias (terças e quintas à tarde), aulas de dança (segundas, quartas e sextas-feiras à noite), prática do futebol (segundas, terças e sextas-feiras à tarde), Oficina de vídeo (terças e sextas à noite), Oficina radio megafone (quartas e sextas à tarde), pintura em tecido (terças e quintas de manhã), silkscreen (segundas, quartas e sextas de manhã).

Além das atividades acima, os participantes do PELC em Niterói realizaram também exposições e apresentações culturais no próprio pólo do Morro do Preventório, fizeram visitas guiadas a pontos turísticos, históricos e culturais da cidade, e assistiram a filmes de longa-metragem.

A cada semana, a coordenação do polo fez encontros de 2h de duração, com participantes e monitores, para planejamento e avaliação do trabalho realizado. Formadores credenciados pelo Ministério do Esporte também estiveram em Niterói para encontros de 32h de duração, a fim de aprofundar conceitos e conteúdos do lazer, abordar temas de interesse do coletivo envolvido, com vistas à qualificação das atividades e à otimização do desempenho dos agentes e da execução do convênio, sistematizando experiências de formação desenvolvidas no Morro do Preventório.

< Voltar